Carta para minha irmã

Tempo de leitura: 1 minuto

Carta de Amor

Em 30 de maio de 2017

“Não gosto de quando você me aperta. Não gosto de quando você me morde ou me belisca. Gosto do carinho, dos beijinhos molhados, da brincadeira. Gosto de quando você me faz rir. Seu cabelo é bonito. Você é engraçada e brincalhona. Gosto de engatinhar com você. Não tenha ciúmes de mim, acho que eu é que deveria ter ciúmes de você ?.

Quando eu nasci, você já estava aqui, já conhecia tudo…tinha papai e mamãe só pra você! Quando eu cheguei você me ensinou tanta coisa! Já nasci irmão, te agradeço por isso. É muito bom saber que não estou sozinho nesse mundão. É muito bom acordar e ver o seu sorriso.

É muito bom ouvir sua voz! Você pega no meu pé às vezes, mas eu sei que vai passar, sei que é uma fase de adaptação para você e para mim. Obrigada por me deixar ficar mais no colo da nossa mãe…é que eu me sinto TÃO seguro lá em cima. Mas sei que você também gosta..obrigada mesmo!

Obrigada por tomar banho comigo e limpar minhas costas. É uma parte que eu não vejo e nem alcanço. Bom, é isso. Ah…eu acho que eu te amo também.”

José

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *